Olá visitante!

ArtsFênix e um blog independente sem fins lucrativos.
Todos os titulos e imagens exibidos aqui são
de propriedade única e exclusiva de
seus respectivos autores/estudios/editoras e distribuidoras,
tratados aqui apenas como forma de entretendimento e propagação de cultura.


Seja bem-vindo ao
Arts Fênix.

Pra vc que curte photoshop ,cinema ,quadrinhos e mangá , Aqui vc vai encontrar montagens,
diversos links com vídeos e dicas espero que gostem
.
Abraços, e
fiquem com DEUS.

DESTAQUES!

1 de mai de 2009

A Origem do Mangá

A Origem do Mangá



A palavra Mangá era um mistério total para os brasileiros não-aficionados a quadrinhos, até pouquíssimo tempo atrás.
O nome mangá (man = "irresponsável"; ga = "imagem") já estava definido, mas somente em 1946 começou a tornar-se popular pelas mãos de Osamu Tezuka (1928 ~ 1989), considerado até hoje o Deus do Mangá. Suas obras mais famosas são conhecidas inclusive aqui no Brasil, como "Astro Boy", "Kimba, o Leão Branco" e "A Princesa e o Cavaleiro".
A partir daí, a popularidade só aumentou. Vários géneros foram criados e artistas consagrados. E entre os géneros que surgiram, os mais populares são:

Shojo: Mangá de género adolescente (feminino).
Shonen: adolescente, masculino.
Gekigá: Género de mangá dramático ou voltado ao público adulto.
Mecha: Robôs gigantes.
Yuri: Lésbico.
Yaoi: Gay
Hentai: Pornográfico.


DIFERENÇA ENTRE MANGÁ E ANIMÊ

Mangá é o nome dado para os desenhos em quadrinhos no estilo japonês impressos em livros ou revistas. Quando são criados ou adaptados para o cinema ou vídeo, os desenhos são chamados atualmente de animê. Este termo vem do inglês animation .

Em relação ao mangá, os desenhos do animê são mais simplificados. Um desenho animado exige entre 12 e 24 imagens por segundo e os personagens precisam ser elaborados em termos de volume (tridimensionalidade). Por isso, quanto mais simples for o desenho do animê, mais rápida e prática é sua produção.

Nos dias de hoje temos um vasto leque de escolhas tanto em termos de estilo como de número de anime's existentes.

Tudo se inicia em 1916 quando foram feitas as primeiras películas de animação Japonesa com Noburo Ofuji.

Passados 16 anos o anime toma um novo rumo tendo atingido nesta época reconhecimento internacional. Assim encontramos, em 1932, o primeiro anime com som que foi implementado por Kenzo Masaoka com o nome de “Chikara to Onna no yononaka”.


Na década seguinte, mais precisamente em 1943, é produzida a primeira longa-metragem de animação Japonesa pelas mãos de Seo, a qual é chamada de “Momotaro no umiwashi“ e que retrata a marinha Japonesa e a sua posição face ao ataque a Pearl Arbour na 2ª Guerra mundial.

Em finais da década de 50 (1958) aparece o primeiro anime colorido pelas mãosanime's chamada Toei Animation, esse anime recebe o nome de “Hakujaden”. de uma empresa criada com vista à elaboração e divulgação de

A partir daí, entre a década de 60 até quase ao final da década de 70, foram criados anime's que captavam estilos vários tais como anime's retratando histórias para crianças, e anime's com temáticas como automobilismo, novelas, artes marciais, etc...


Com a chegada dos anos 80 a produção de anime teve um crescimento espantoso com o acentuado consumo de anime's do estilo drama/acção, crescimento mais acentuado após a saída a público de um anime chamado “Gundam”. No estrangeiro o interesse também disparou tendo sido criado o primeiro clube de culto chamado “japanimation”.


Os anos 90 foram considerados os anos de ouro em relação ao anime quando especialmente quando foi lançado “Akira” que implementa um novo estilo. O anime Cybernetica, fez com que o mundo do anime se expandisse ainda mais, recebendo imensas críticas positivas, tendo mesmo sido considerado o melhor anime alguma vez feito. Mas o que levou o anime para o topo foi o lançamento de “Ghost in the Shell”, este anime que possibilitou não só a estabilidade do estilo anime inicialmente criado por Cybernetica mas também a estabilidade deste negócio. Este anime acabou por ter tanto ou mais crédito do que o seu prodecessor “Akira”.


Após a viragem do século foram criados vários estilos de anime's mas o que abriu um novo mundo para os mesmos foi um em particular chamado “Sen to Chihiro no Kamikakushi” ao vencer um Óscar da Academia na modalidade de melhor animação. Este anime produzido por Myazaki Hayao foi um grande êxito tanto dentro como fora do Japão.


E pelo visto essa cultura veio pra ficar, tanto que hoje já existem até sites que fazem o trabalho de tradução de mangás de fãs para fãs, principalmente de títulos que ainda não saíram do Japão e ainda não chegaram em outros países como o Brasil.

Um comentário:

Darknessme disse...

Legal... Adoro mangá :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...