Olá visitante!

ArtsFênix e um blog independente sem fins lucrativos.
Todos os titulos e imagens exibidos aqui são
de propriedade única e exclusiva de
seus respectivos autores/estudios/editoras e distribuidoras,
tratados aqui apenas como forma de entretendimento e propagação de cultura.


Seja bem-vindo ao
Arts Fênix.

Pra vc que curte photoshop ,cinema ,quadrinhos e mangá , Aqui vc vai encontrar montagens,
diversos links com vídeos e dicas espero que gostem
.
Abraços, e
fiquem com DEUS.

DESTAQUES!

4 de out de 2011

Garage kits tipos de Massas .

 No  topico anterior você aprendeu o que é Garage Kits Veja AQUI e suas diferenças,agora saiba quais os tipos de massas com as quais deve se trabalha.
Argila à base de água (eu ñ aconselho fazer com ela.)
Basicamente, argila à base de água é uma mistura de pó de argila com água.Existem alguns tipos de argila à base de água que são mais apropriados para uso em cerâmica e outros para modelagem.


A argila comum encontrada no Brasil é mais apropriada para o uso em cerâmicas por causa de sua secagem rápida.A argila à base de água é menos usada em escultura de efeitos especiais se comparada coma argila à base de óleo.

Apesar disso, ela é mais barata se comparada as outras argilas, o que é importante quando se faz esculturas muito grandes.Além de ser usada em esculturas, a argila à base de água é muito usada no processo de fazer moldes de esculturas, principalmente quando se trata de fazer parede de argila e cama de argila para esculturas feitas de argila à base de óleo.

É bem fácil trabalhar com este tipo de argila quando se tem a quantidade certa de água.Pode-se inclusive borrifar água com um spray para deixá-la úmida.Da mesma forma, também é fácil de se remover de um molde usando um spray de água.

Como ela seca em contato com o ar devido à perda água, suas esculturas devem ser mantidas cobertas para não secarem.

As suas principais desvantagens são iguais às suas vantagens: é difícil de se manejar se o projeto demorar vários dias; pode se desmoronar e separar facilmente; não é reutilizável; não pode ser usada com plásticos, epóxi ou polímeros.

Plastilina
A plastilina nada mais é do que aquela massinha infantil escolar (a mais comum e usada em filmes de animação stop motion tipo clay). A plastilina geralmente é uma mistura de cargas orgânicas com pigmento, parafina e cera. Ela permite uma boa maleabilidade, mas tende a derreter e amolecer no calor, principalmente no calor de olofotes. Trata-se de uma argila à base de óleo ou cera ou mesmo uma mistura destes, assim, ela não seca e é permanentemente flexível, permitindo trabalhar suavemente.
É uma opção para iniciantes na modelagem e muito usada por profissionais para estudos e protótipos.
Algumas marcas de plastilina são: ACRILEX, Roma Plastilina, Chavant e Klean Klay.


Uma coisa importante é, ao comprar a plastilina, observe no rótulo se o produto tem em sua composição ceras, pigmentos e cargas (à base de óleo), pois no mercado existem algumas massinhas de modelar que são à base de cereais, e estas não servem para esculpir, pois em contato com o ar começam a esfarelar.
Oil Clay - Argila à base de óleo
A argila à base de óleo ou cera (Oil Clay) é uma argila sintética cujos componentes são a base de óleo ou cera ou mesmo uma mistura destes, assim, ela não seca nunca e é permanentemente flexível.
Sua principal finalidade é a modelagem de protótipos ou de esculturas matriciais para produção de moldes.
Este tipo de argila é o mais usado para criação de esculturas em efeitos especiais no cinema.
Esta clay possui muitas "durezas" diferentes, cada uma ideal para uma determinada finalidade:
Soft - mais maleável, é ideal para peças grandes sem muitos detalhes pequenos ou finos, podendo ser trabalhado com as mãos sem dificuldades;

Medium - um pouco mais dura, já permitindo uma riqueza de detalhes maior, para ser trabalhada com as mãos e com "estecas";

Firm - uma clay mais dura para ser trabalhada com "estecas" que comporta um nível de detalhamento muito bom, podendo também ser trabalhado com as mãos;

Extra Firm - uma clay bem mais dura para ser trabalhada com "estecas" que comporta um nível de detalhamento muito grande e ideal para ser derretido e despejado dentro de moldes de borracha de silicone, afim de se fazer alterações m uma peça.

Hard - uma clay mais dura ainda, tendo as mesmas propriedades e necessidades do clay Extra Firme, sendo ideal para esculpir com estecas e permite grande detalhamento. Para ser trabalhada com as mãos, é necessário um soprador térmico, secador de cabelos doméstico ou forno para amolecer a clay.


Polymer Clay - Massa Sintética à base de polímero
Massas à base de polímero (Polymer Clay) são, praticamente, pequenas partículas de PVC suspensas num produto destilado à base de petróleo. Geralmente, elas são macias e flexíveis. Elas permitem trabalhar como se fosse uma argila para cerâmica, mas não seca quando exposta ao ar. Ela pode ser modelada na forma desejada e depois assada num forno comum. Depois de esfriar, ela se transforma num material plástico rígido e pode ser lixada, furada, entalhada e pintada com tintas acrílicas para tela.
Em termos de efeitos especiais, elas são usadas principalmente para se fazer maquetes de personagens e criaturas.
Existem várias marcas de massas sintéticas à base de polímero. As mais acessíveis são:

Massa FIMO
A FIMO é bem fácil de se achar no mercado. O único inconveniente é o tempo que se gasta "sovando" a massa pra ela adquirir maleabilidade pra ser modelada. Mas depois disso fica fácil. Após ser assada, ela aceita ser lixada e pintada facilmente.
Uma das grandes vantagens da FIMO é a grande variedade de cores e texturas, chegando a oferecer massas fluorescentes e com efeitos metálicos.


BOZZI - Super Polymer Clay
A Bozzi Super Polymer Clay é uma massa legitimamente brasileira, com fábrica em Porto Alegre.
Possui as mesmas propriedades da FIMO e mesma "dificuldade" de ficar sovando para atingir o ponto ideal para modelar. Após ser assada o resultado é bem bacana, apesar de que exige maior atenção ao tempo de exposição ao calor, pois se passar do ponto ela pode trincar bastante além de dar a aparência de queimada.

Super Sculpey
Na minha opinião, a melhor das Polymer Clays! A Super Sculpey é, sem dúvida, minha preferida. Assim como a FIMO e a Bozzi, é uma massa à base de polímero e enrijece ao ser assada, com a vantajem de não ser necessário sovar.

Ela é macia e muito fácil de modelar, aceita os detalhes mais ricos como texturas de tecido, definição de músculos e até veias.Se você der uma vasculhada no Google, vai encontrar modelagens incríveis feitas com essa massinha.
A Super Sculpey não seca com o ar, ou seja, você pode levar o tempo que quiser para modelar, fazer, refazer, errar, corrigir, terminar e começar de novo.

Resumindo, com a Super Sculpey é possível que o artista atinja o máximo de sua capacidade pois a massa quase não tem limitações. Mas como nada é perfeito ela tem um inconveniente.Depois de assada, ela é resistente, mas não muito.

Por isso, ao modelar deve-se tomar certos cuidados para reforçar determinadas partes como juntas, dedos, pescoço, pés etc, pois podem se quebrar com um simples esbarrão.Mesmo assim, recomendo e reconheço a Super Sculpey como a melhor massa de modelar que já experimentei até hoje.
Ela também possui uma versão Firm, que é mais rígida e permite detalhes mais precisos, com a diferença de que é mais fácil "esculpir" do que "modelar".


Massas Alternativas
São massas que não são usadas tradicionalmente em efeitos especiais, mas que em países como o nosso, onde os recursos são limitados, podem se tornar uma boa escolha. As mais comuns são:

Biscuit - Massa de Porcelana Fria
A porcelana fria é uma massa caseira que seca em contato com o ar, apresentando a consistência de plástico.No entanto, em relação a outros tipos de massa, a massa de biscuit não permite tantos detalhes.

Assim, ela é mais indicada para esculturas de objetos que não tenham detalhes muitos finos.No Brasil, estas massas são muito usadas em artesanato, podendo ser encontradas muitas revistas especializadas.

O biscuit é uma boa alternativa para se criar cenários para animação quadro-a-quadro. Uma de suas maiores vantagens é o baixo custo, podendo ser feita em casa.
A seguir, a receita para se fazer a massa de biscuit em casa.(Mas recomendo compra pronta,porque se você erra o ponto da massa você perde tudo).


Ingredientes: 2 xícaras de chá de cola branca; 2 xícaras de chá de amido de milho (Maizena); 1 colher de sopa de de suco de limão (esprema um limão e pegue essa quantidade); 2 colheres de sopa de vaselina líquida (comprada em famácias); 1 colher de sopa de creme para as mãos (não gordurso), tinta à oleo para pintar tela (quadros) afim de colorir a massa nas cores desejadas.

Modo de Preparo no Microondas:
1) Coloque numa tigela de vidro a maizena, a cola branca e a vasleina líquida e vá mexendo. Esprema o limão na colher e adicione à tigela. Misture bem todos os ingredientes (com exceçãod creme para as mãos).

2) Coloque a tigela no microondas e regule-o para 3 minutos, em potência máxia.Após cada minuto, misture bem a massa com um colher de pau.
Em seguida, volte ao forno.Se necessário, deixe-a por mais 1 ou 2 minutos no forno, sempre verificando e misturando a massa após cada minuto, até que fique completamente cozida. A consistência da massa cozida é semelhante à da massa de modelar.

3) Uma vez pronta a massa, espalhe sobre uma superfície lisa o creme não gorduroso para mãos, sem exceder na quantidade indicada na receita.

4) Lave bem as mãos agora, para evitar formar bolo na massa. Despeje a massa por cima, ainda quente. Sove-a por vários minutos seguidos. Quanto mais você manuseá-la, melhor ela ficará para trabalhar.

5) Quando a massa estiver bem sovada, pressione-a formando um rolo maciço.

6) Coloque a massa numa saco plástico ou envolva-a em filme de PVC, para evitar que resseque. Utilize-a quando estiver totalmente fria.

Modo de Preparo no Fogão: 1) Misture todos os ingredientes (exceto o creme para as mãos) numa panela antiaderente. Leve ao fogo brando, mexendo sempre com a colher de pau, até que a massa forme uma bola e solte do fundo e dos lados da panela.

2) Em seguida faça o mesmo que os passos 3, 4, 5, 6 do microondas.
Para colorir a massa durante a sua criação, use tinta à óleo para tela e se desejar tons metálicos, pode-se usar até purpurina em pó.

Depois da escultura pronta e seca, pinte com tinta plástica.A tinta plástica fornece um acabamento mais plano.Se quiser pintar com tinta à óleo,umedeça o pincel em secante de cobalto e depois na tinta.

A tinta à óleo fornece um acabamento mais gradual.Se quiser em várias cores, separe quantidades de massa e coloque cada uma em uma cor.Se quiser uma massa de pequena espessura, use um rolo (ou cano de PVC) para amassar ou mesmo rolo de pastel.
Se quiser cortá-la use estilete. Lembre-se que a massa deve ser guardada enrolada em plástico (filme de PVC).

Massa EPOXI
Em geral são massas compostas de componentes duplos, sendo um deles adesivo e o outro secante.A mistura dos dois transforma-se numa massa homogênea que seca num determinado período de tempo tornando-se muito resistente.

Na verdade o Epoxi é um cimento químico industrial, que vira uma pedra depois de devidamente seco tendo várias finalidades, sendo mais utilizado em reparos variados.
Bem, vamos à minha opinião sobre suas propriedade na modelagem.
Testei várias marcas (PoxiBonder, Araldite, Polyepox, Pulvipox e Durepoxi) e na minha opinião a melhor delas é o DUREPOXI.

Isso porque é a que menos "mela" e não gruda tanto nos dedos quanto as outras que testei. Além disso, pesquisando sobre sua composição, reparei que a DUREPOXI retirou o "Amianto" de sua fórmula, substância considerada cancerígena que está presente na maioria das massas epoxi. Por isso é a menos tóxica das marcas.

Quanto ao processo de modelagem, não encontrei grandes dificuldades para criar detalhamentos.Principalmente se você utilizar um solvente como o D-limonene para alisar.
Quanto a ferramentas, aconselho o uso de estecas em madeira, pois as feitas em plástico ou metais grudam demais na massa, dificultando muito a modelagem e acabando com sua paciência.

Além disso, as ferramentas em madeira são fáceis de limpar com algum solvente depois de modelar.Outra boa característica do Epoxi é sua resistência após secar.Depois de pronta, sua peça será muito resistente aceitando ser lixada e pintada.

Resumindo, é uma boa opção se você deseja modelar uma peça final com detalhamento e partes fáceis de se quebrar.Por fim, você vai precisar de um pouco mais de paciência na hora de limpar suas mãos.Mas é como eu sempre digo, se você não é uma pessoa paciente, escultura e modelagem não foram feitas pra você!

Bom agora você ja sabe o que é garge kits e algumas massas pora poder iniciar o seu trabalho,na proxima materia colocarei os videos tutorias .

Parte 3

2 comentários:

Simone Fonseca disse...

Sou artesã e trabalho com biscuit a mais de 5 anos, e sempre procurei saber a diferença entre as massa para definir a melhor para meu trbalho, e pela primeira vez encontrei alguém que me desse a resposta sem labia de vendedor ou preguiça de mente. Muito obrigada!

Sônia Mell e Raquel Estevão disse...

Olá. Trabalho com a Super Sculpey e estou com problemas de encontrá-la. Minha fornecedora não mais trabalha com esta massa e estou precisando muito de saber onde encontrar ou quem possa me fornecer ou um endereço eletrônico para contato. Estou procurando mas não encontro e qdo encontro o valor é muito alto. Poderia me ajudar por favor?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...